sistema solar rural

Ao utilizar a energia do Sistema Solar Rural,  produtores e empresas do setor podem economizar na conta de energia elétrica, incentivados por canais de financiamento específicos do agronegócio, e usar essa economia para pagar sua participação no sistema e aumentar sua produtividade.

O agronegócio é um setor de extrema importância para a economia brasileira, e sua contínua modernização exige cada vez mais o uso de máquinas e equipamentos, tornando o uso da energia solar rural uma excelente solução para esses consumidores.

O Brasil é um vasto país tropical, e a agricultura tem todas as características para florescer no Brasil, como recursos hídricos abundantes, clima adequado, solo fértil e sol abundante.

Todos esses fatores contribuíram para o destaque do setor na economia do país hoje, respondendo por 23,5% do PIB (Produto Interno Bruto) do Brasil em 2017.

Desde 2012, a mesma oferta de luz solar passou a beneficiar a agricultura de outra forma: gerando eletricidade por meio da tecnologia solar fotovoltaica.

Foi nesse ano que a Aneel (Autoridade Nacional de Energia Elétrica) estabeleceu as regras para o chamado setor de geração distribuída de micro e pequena escala, onde os consumidores passaram a poder gerar sua própria energia elétrica.

sistema solar rural

Expandir a utilização do Sistema Solar Rural em áreas rurais

No entanto, é apenas nos últimos anos que a prática se popularizou entre produtores e empresas rurais.

A energia solar fotovoltaica rural está se tornando mais acessível devido à queda nos preços dos equipamentos devido à popularidade da tecnologia doméstica, impulsionada principalmente pelos consumidores de energia residenciais.

Em 2016, ano em que a indústria passou por 100 sistemas conectados (130), acumulou apenas 672 kW (quilowatts). Em 2017, esse número saltou para 7,4 megawatts (MW), com 604 sistemas conectados à rede.

E em 2018, o crescimento foi ainda mais forte, com 1.044 ligações no início de julho, somando 8 megawatts de energia à indústria, que acumulou 16,4 megawatts de energia solar para alimentar as atividades agrícolas do país.

Vantagens da energia fotovoltaica rural

Mas por que o uso da energia solar fotovoltaica está crescendo tão rápido no Brasil rural? Quais são as vantagens que levam esses consumidores a investir na própria geração de energia?

É claro que economias de até 95% nas contas de energia elétrica podem ser identificadas como grandes economias, resultando em enormes economias para os produtores rurais ao longo da vida útil do sistema.

Com isso, produtores ou empresas rurais têm potencial para reduzir seus gastos e, quando se trata de energia elétrica, esse é um dos maiores gastos para esses consumidores.

A durabilidade da tecnologia é outra grande vantagem do uso da energia solar em campo, com os sistemas fotovoltaicos com vida útil de pelo menos 25 anos.

Em alguns casos ainda é possível o produtor rural produzir energia no campo, reduzindo todo o seu consumo e ainda utilizando o excedente para reduzir seu consumo da propriedade urbana.

Por exemplo, por meio de um sistema de geração de crédito de energia, produtores ou empresas rurais podem utilizar a energia excedente gerada e não consumida para reduzir o consumo em escritórios urbanos.

A sustentabilidade inerente a essa forma de geração de energia também é outra vantagem, pois anteriormente muitos produtores rurais tinham a opção de alimentar suas máquinas apenas com geradores a diesel barulhentos, poluentes e caros.

Os sistemas solares fotovoltaicos, por sua vez, geram energia 100% limpa a partir da abundante luz solar do nosso país, uma das mais seguras e inesgotáveis ​​fontes de energia renovável.

sistema solar rural

Como funciona a energia fotovoltaica rural

O Sistema Solar Rural gera eletricidade a partir da luz solar, que é captada por painéis solares (mais conhecidos como módulos fotovoltaicos) instalados em áreas livres para receber essa radiação, geralmente fixados no telhado.

Esses painéis são compostos por várias células fotovoltaicas, que são responsáveis ​​por converter a luz solar em eletricidade, e o fazem por meio de um efeito fotovoltaico chamado efeito fotovoltaico.

Essa energia gerada em corrente contínua precisa passar por outros dispositivos do sistema, o inversor fotovoltaico interativo, para convertê-la em corrente alternada para utilização por máquinas e equipamentos elétricos.

Esses sistemas trabalham com a rede, trocam energia com ela, e toda a energia produzida e não consumida é injetada na rede e emprestada gratuitamente às distribuidoras.

Essa energia é então devolvida aos consumidores na forma de créditos de energia, resultado do sistema de compensação de energia elétrica que a Aneel criou em sua Resolução 482.

Como os sistemas solares só geram energia quando o sol está brilhando no céu, à noite, ou nos horários em que o consumo é maior que a geração de eletricidade, a rede continuará a fornecer esse consumo.

No entanto, são esses créditos gerados que podem economizar até 95% nas contas de energia elétrica, pois reduzem a energia consumida pela rede.

sistema solar rural